Sunday, 18 October 2009

O que é a morte, afinal?

Como é que uma pessoa tem um AVC, fica em coma sem esperanças de um dia acordar pois o cérebro é como se estivesse morto, mas continua a respirar e o coração continua a bater sem o auxilio de nenhuma máquina. As perspectivas são de viver o resto da vida em coma, ou estado vegetativo, na melhor das hipóteses.
Não está morta, mas aquilo também não é viver.

24 comments:

Indecisa said...

na minha opinião é estar morto. Mas tambem, quem somos nós, para desligar a "maquina" que faz viver? :s

São situações complicadas.
Infelizmente conheço um caso, muito proximo, em que teve de ser a mae a desligar a maquina.. aí é morte dos dois. do filho que já havia morrido..e da mae que "morreu" naquele momento.

:(

Rainbow said...

Realmente, é complicado.

Rainbow said...

Realmente, é complicado.

Anjo De Cor said...

há situações que mais vale morrer... por muito que custe.

bjs* e bom domingo*

Lu.a said...

Em coma sem esperanças de um dia acordar...para mim é estar morta. É por essas e por outras que eu defendo a eutanásia!

Bom domingo querida! :)

Petra Pink said...

Oh olhos dourados eu ca preferia morrer de uma vez......
Duvido que essas pessoas sintam algo mas por via das dúvidas preferia morrer de uma vez.
beijinhos

DoceSussurro said...

Olá
Pois não, isso que descreves não é viver... é vegetar. E é muito triste. Mas há que manter pensamento positivo. O meu pai já esteve mês e meio em coma. Deram lhe 2 dias vida... Arriscaram um cirurgia complicada ao coração(fui chamada para assinar o termo de responsabilidade) e hoje está "cá". Venceu!

Beijinho*

David said...

Por isso é que eu sou a favor da eutanásia

Korrosiva said...

É uma morte adiada.. :(

Ivy said...

Lembrei dessa frase:"Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."
Clarice Lispector. Boa semana

Bloguótico said...

Dahhh... Segundo Lili Caneças, "estar vivo é o contrário de estar morto"...

... logo, a morte é o contrário da vida! LOL

(preferi abordar apenas a questão do título do post)

Lia said...

por essas e por outras é que eu concordo com a eutanásia...

Hyndra said...

É assustador.

the bloom girl said...

Pois não. É por estas e por outras que sou a favor da eutanásia. Isso não é viver.

beijinho

Lactrodectus Mactans said...

Nem quero imaginar...

Cat said...

Não é fácil, não.. Mas implica tantas questões éticas, legais, emocionais.. =/

Neisseria Gonorrhoeae said...

Pois... é muito complicado, mas por vezes, quando menos se espera, lá recuperam aos poucos.

Galo said...

É daquelas situações que ninguém deseja por perto. Fica o moribundo e a família numa morte lenta de sofrimento.
No meu caso, que passei a vida a pedir uma morte rápida e tenho péssimas perspectivas de vir a morrer de morte lenta, já desisti de pedir.
O que tiver que vir, que venha e eu cá estarei a ver se consigo fintar, mais uma vez, a gaja vestida de preto, com uma gadanha nas mãos.

Beijinho

мα∂αℓєηα said...

Eu preferia morrer e sou a favor da eutanásia!!

Susaninha said...

É UMA DOR...

japanese lollipop said...

Pois, pode dizer que é uma situação bastante injusta.

Síndrome dos Trinta said...

Sempre fui a favor da eutanásia!

eme said...

Pensei antes de postar o meu comentário, porque às vezes quanto mais opiniões ouvimos, mais confusão causa!
Mas o meu sogro teve um AVC no ano de 2002, esteve em coma durante dois meses e os médicos davam-lhe 10% de hipótese de sobreviver. A verdade é que recuperou e está óptimo de saúde.

PB said...

É pior que a morte... para a pessoa e para os familiares.