Thursday, 2 July 2009

Tás a ver, ó Sócras! Mete os olhos nos alemães!

Meus amigos, estou muito, muito triste! Uma colega minha alemã vai ter um bebé!
Calma lá, não estou triste por ela ir ter um bebé! Estou triste porque estive a comparar as condições das mulheres grávidas alemãs e as mulheres grávidas portuguesas.

Ela entrou agora em licença de maternidade, e só vai ter o bebé daqui por 3 meses. E dizem vocês, bolas, se fosse aqui em Portugal depois já só tinha mais um mês para estar com o bebé antes de voltar ao trabalho!! Mas não, meus amigos! As mulheres alemãs têm licença de maternidade não durante 3 meses, mas sim durante 3 anos!!

Assim era tudo muito mais fácil!

22 comments:

Verinha said...

Pois é, vivemos num país de m****!!
Não há ninguém que deite a mão em condições a isto!!

said...

E bem mais justo. Três anos é a idade ideal para uma criança ir para o infantário!

Just Being Me said...

Praticamente todos os países da U.E. têm muito melhores condições do que nós. A mãe do meu afilhado vive na bélgica e recebe mais de 500€ pelos filhos. No Luxemburgo ainda pagam mais...podia continuar eternamente mas não vale a pena!

Bailarina said...

Bem, na minha opinião é tempo a mais... Mas é só a minha opinião!!
Bjinho*

Shakti said...

E já que estás numa de pesquisar,vai ver como é em outros países...ficas abismada e pensas duas vezes que raio de país civilizado é o nosso ...

Bj

Patrícia said...

Nem tanto ao mar nem tanto à terra. 3 anos é um exagero, mas claro está que os 5/6 meses que dispomos também é uma miséria.

Olhos Dourados said...

Claro que ninguém é obrigada a aceitar 3 anos!Mas que é óptimo ter essa opção, na minha opinião é!

мα∂αℓєηα said...

E na Suécia além de terem esses mesmos 3 anos, ainda lhes PAGAM esses mesmo e anos, para ficarem em casa a educar os filhos :P
É um bom investimento, para se tornarem futuros bons chefes de governo...enfim bons adultos em tudo!!

_Malinha viajante said...

Talvez 3 anos seja muito mas em Portugal os 4 meses são muito pouco!!

Inês said...

Isso é que é apostar no aumento da taxa de natalidade! Mas quer dizer, três anos é demasiado. Ou seja, uma mulher que não gosta de trabalhar põe-se a fazer filhos.
Sinceramente, se fosse esse o caso e se eu fosse mãe o maximo que devia de aguentar era 1 ano. Preciso de vida profissional.

beijinhos*

formiga said...

Eu acho que tres anos é o ideal para uma mae educar os seus filhos. Pode aceitar ou não, mas pelo menos acompanha os seus primeiros anos de vida e todo o crescimento.

beijinhos

Fred Eat Cock said...

Por alguma razão a população esta a envelhecer.
Hoje em dia ter um filho para criar é quase impossível, a não ser que se tenha por trás uma família disposta e com condições de ajudar.
Infelizmente não é só o Sócrates o culpado. Os nossos (salvo seja) políticos têm uma visão de curto prazo (4 anos) e o futuro é para rasgar.
Uma trampa!

mjf said...

Olá!
Bem eu ter de parar 3 anos na mihna carreira...era melhor voltar para a faculdade, para fazer uma reciclagem :=(
Eu não tinha filhos...
Acho que se deve dar um tempo razoável...nem 8...nem 80.
Mas isto sou eu a pensar...

Beijocas

Sara said...

Isso é que é!!! A isso é que chamo ter liberdade de escolha...

@me@@@ said...

Não é só na Alemanha... na Ucrania é a mesma coisa!!

:-)

Ana M. said...

não concordo, em tres anos muita coisa mudava em relação ao trabalho, ao teu posto por ex. talvez fosse melhor 3 anos com horarios mais flexiveis.

gatafunha said...

Estamos a falar de economias diferentes... Completamente diferentes... Onde é que a nossa Seg. Social podia suportar a mãe em casa 3 anos? (não pode! pagam rendimentos mínimos a mais, para as miudas com 20 anos estarem em casa a coçar a micose e a receber mais do que o ordenado mínimo em alguns casos...)

Mas sim, 3 anos era o ideal para a criança estar suficientemente "independente" para ir para o infantário.
Fica sempre a questão do tempo que a mãe passará em casa... Ao fim de 3 anos e voltar à sua carreira... Soa-me a esquisito e soa-me sempre a depressões por estarem isoladas tanto tempo...

tatanita said...

Assim sim, era bem melhor ter filhos, porque aqui, é preciso ter coragem, ter que pôr um bebe de 6 mesinhos num infantário!!! é mt triste. Bute todos para a Alemanha?!?!?!?!?!

Espada said...

Isso é que era aumentar a taxa de natalidade!!!! E vá fazer filhos para não trabalhar!!!!
:D:D:D:D:D

♥ Guida said...

Porra, mesmo! Em Portugal só "compensa" ter filhos quando somos parasitas e vivemos de subdídios :\


Beijinho

Verdinha said...

eu nao acho justo estares 3 anos em casa com outros a pagar te o ordenado. mas isto sou eu. é obvio que é mt bom ter regalias mas ha sempre o outro lado da moeda, se eu tiver uma empresa e tiver 5 funcionarias gravidas e ficarem todas em casa durante 3 anos, nao vou longe de certeza.

Olhos Dourados said...

caros amigos,

Pelo que percebi da minha amiga, na Alemanha é o estado que paga às mulheres, não a empresa. Não sei bem como funciona, mas durante a gravidez arranjam substitutos. Nós temos parcerias com empresas alemãs que têm casos desses e posso garantir que funciona perfeitamente!

Mas claro que estamos a falar de economias diferentes e mentalidades diferentes com valores diferentes. Aqui em Portugal a mulher "que se arranje" se quiser ter filhos"...