Friday, 26 February 2010

E é nestas alturas em que me apetece arrancar cabeças

É do conhecimento geral que o grande problema dos bosses é que eles não têm culpa de nada. Sempre que acontece alguma coisa menos boa, a culpa é sempre de outra pessoa.

Então quando temos dois bosses, e um assunto estava entregue apenas aos dois e aquilo corre mal, quando não há possibilidade de atirar as culpas para outra pessoa, o que acontece?
Acontece aquilo que aconteceu hoje logo de manhã com os dois bosses a discutir aos berros um com o outro para ver de quem era a culpa. Cada um atirava a culpa para cima do outro. E como se não bastasse, decidiram vir berrar aqui para o nosso gabinete. E porquê? Porque se viesse à baila outro assunto qualquer, sempre podiam atirar as culpas para outra pessoa que estivesse à mão. Como por exemplo eu...

E pronto, no meio de uma discussão que nem eu sabia do que se tratava, ainda tive direito a meia dúzia de berros sobre qualquer coisa que nem sei bem o quê, mas que com certeza a culpa era minha. Ou pelo menos foi o que disse o boss.

Ah como abomino a mania que eles têm.

29 comments:

Diaboderoupacurta said...

Tu devias ganhar um prémio qualquer por essa paciência toda...lol

Purple said...

É precisa muita calma realmente.

Mas a verdade é que é sempre mais facil descarregar nos outros do que assumirmos os nossos erros.

Beijinhus e animo que é 6a feira

Rita Moura said...

A culpa é sempre dos empregados ; ) ***

Su said...

Ai como tenho pena de ti...
e como te admiro por não os mandares a um sitio que eu cá sei.

Last Angel said...

Como eu te compreendo.. Aqui passa-se exactamente a mesma coisa, mas ainda com a vertente do falar nas costas. Os meus bosses quando não gosta das decisões um dou outros criticam e resmungam, mas quando o outro não está, pois quando chega parecem os melhores amigos do mundo. E depois também sobra para mim e lá vem um berrito. Enfim, devíamos ganhar dois salários. Beijinhos

Carla said...

Se há coisas na vida que detesto são berros!!
Principalmente no local de trabalho. Não deixamos de "ter as culpas" ouvindo os sermões em tom baixo.
Mas eles teimam em gritar!!!
Eu graças a Deus não tenho esse problema. Mas não suporto testemunhar cenas dessas!!
Enfim.. bosses!!
Bjinhos e bom fim de semana

@me@@@ said...

para a proxima começa tambem tu aos berros e assim ficam todos em pe de igualdade!


:-)

Sarokas said...

como te percebo!no outro dia o meu andava louco que não sabia de uma pasta, eu disse que no arquivo não estava nem em nenhuma das salas nem comigo, e ele a dar-he, está consigo sim senhor, e eu a dizer que não, quando se fez naquela cabeça e se lembrou que estava no carro!e estava comiga dizia ele!e o que gritou!

siceramente said...

lool! e batatada? não houve? pelo menos empurrões!

Lady Me said...

Fosga-se! Haja paciência!

Poetic GIRL said...

E eu abomino esses comportamentos. Quer dizer, as pessoas têm que estar cientes que ninguém precisa de assistir a essas coisas. Mas não te preocupes aqui também acontece isso... bjs

aprendereorganizar said...

Enfim pagam sempre os mesmos...
A culpa é sempre dos que trabalham mais...

Leila Reis said...

Isso é tão mas tão estúpido, que nem vale a pena pensar...

Jo said...

Realmente é preciso muita pachorra para aturar certas coisas, principalmente quando por vezes são pessoas que são pagas para terem e assumirem determinadas responsabilidades e que quando algo corre mal tentam sacudir para quem estiver mais próximo.
Mas acho que o mal é geral, infelizmente...

Bjs
;)

Neisseria Gonorrhoeae said...

pois. sobra sempre para o elo mais fraco.

Mas já agora, que trabalho é o teu. Tens tantos posts sobre o trabalho, que dava jeito interiorizar-me um pouco mais nas histórias.

Jinhos

Lia said...

um conselho: tampões para os ouvidos!

Anira the Cat said...

Eu detesto esse tipo de aves raras, pensam sempre que têm razão! Haja paciência para os aturar...

Bjokas

AVOGI said...

Em português brejeiro "quem se lixa é o mexilhão". hihihi

Kika said...

Respira fundo :(

Girl in the Clouds said...

Eu também abomino esses comportamentos, mas é sempre mais fácil culpar os outros. A culpa é sempre do que está mais abaixo!!

Girl in the Clouds said...

Eu também abomino esses comportamentos, mas é sempre mais fácil culpar os outros. A culpa é sempre do que está mais abaixo!!

DoceSussurro said...

É complicado, fogo...

:)

Hyndra said...

lol Bosses malucos esses! :-D

Brown Eyes said...

ahahahahah ri-me do principio ao fim e continuo a rir. Bestas esses gajos. Para a próxima pira-te para a w.c. Sempre escapas. Ou será que não?

Drama Queen said...

Acho que os teus "bosses" estão a merecer um belo susto! Daqueles que envolve uma carta de demissão e um "até nunca, loosers!" da tua parte. O problema é que as pessoas precisam do emprego, senão...

_+*A Elite in Paris*+_ said...

MATA MATA ESFOLA!!!! :)

Beijo meu ♥,

A Elite

noiseformind said...

Berrar e contra-natura da propria posicao de chefia. E sinal da pouca preparacao que as organizacoes tem para lidar com o imprevisto, especialmente com o imprevisto improdutivo.

мα∂αℓєηα said...

Tens cá uma paciência :S

formiga said...

Como eu te compreendo. É preciso paciencia de Santo para os aturar!!

Beijinhos